Os cinco fatores para a vitória, segundo Sun Tzu: 1) O CAMINHO


“O caminho é o que faz com que as ideias do povo estejam de acordo com a de
seus governantes. Assim, as pessoas irão compartilhar do medo e da aflição da guerra, porém, estarão ao lado dos interesses do estado, quaisquer que seja o caminho escolhido”

Em uma campanha eleitora é fundamental definir as bandeiras com as quais se
quer chegar ao povo. Hoje o que se observa é um conjunto de propostas vazias e muitas vezes “batidas”. O que quer dizer “vou defender a educação”, ou “vou lutar para melhorar a saúde”, ou ainda “minha luta é pela melhoria da segurança”?
Ora, alguém poderia dizer algo diferente? Em que esse discurso vazio lhe
diferencia dos demais?

Em uma campanha eleitora é fundamental definir as bandeiras com as quais se
quer chegar ao povo. Hoje o que se observa é um conjunto de propostas vazias e muitas vezes “batidas”. O que quer dizer “vou defender a educação”, ou “vou lutar para melhorar a saúde”, ou ainda “minha luta é pela melhoria da segurança”?
Ora, alguém poderia dizer algo diferente? Em que esse discurso vazio lhe
diferencia dos demais?

1º Passo – Qual seu nicho eleitoral: Região (bairros, municípios, região)? Segmento social (professores, médicos, funcionários públicos, religiosos (católicos, protestantes, ateus, umbandista)? Artistas? Esportistas? Enfim, onde se dará sua largada na campanha?

2º Passo – Faça o mapa dos interesses e reivindicações de cada segmento (se preciso,veja nas redes sociais, sindicatos, jornais, IBGE ou qualquer meio que lhe permita acesso às informações acerca desses interesses).

3º Passo – Para cada segmento, pense em uma “proposta-âncora” para que seja o seu nome o primeiro a vir à mente quando alguém pensar no assunto.

Exemplo:

Crie um mapa de temas quentes por segmento. Analise o que cada segmento
considera fundamental. Pesquise as peculiaridades, encontre as diferenças…
Depois, proponha algo com substância, por exemplo:swot

o Bairro Cafundó tem grande preocupação com emprego e renda.
“Minha luta será pela implantação de um centro de formação empreendedora no
bairro cafundó. Meu povo, não falta emprego; o que falta é gente capacitada. Vamos mudar essa história; só o conhecimento liberta. Quando se tem emprego e renda, tudo começa a melhorar: a saúde, a educação….”

mapaquente

 

Note que você pode falar dos demais temas, mas na perspectiva do centro de formação empreendedora, e não com o discurso batido de sempre.